sábado, 31 de maio de 2014

Eletricidade

Sabes aquelas crianças, que sem querer, põem a mão nas fichas da eletricidade.



Apanham um choque e ficam um pouco zonzas e não percebem o porquê?



Pois, bem, é o que me acontece sempre que te vejo. Olhas para mim e eu olho para ti, ou ao contrário. Podemos estar o uns 3 metros ou a 10 metros de distância que reajo sempre da mesma maneira.
Pareço um boneco, paralelizo mesmo no tempo.
É engraçado, não é? 
Mas eu devo ser a única pessoa que não entende a piada.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Há certas espécies que deveriam estar em extinção

Hoje, após as aulas acabarem, fiquei na entrada da escola, num banco, a estudar para português (pois tenho teste amanhã), enquanto esperava pela minha boleia.

Estava eu sossegada no meu canto (no banco só lá estava uma senhora, mas estava na ponta oposta) quando começou o intervalo. Estavam os alunos a sair, mas como já era tarde, estava pouca gente na escola, por isso até estava um ambiente calmo...pelo menos era o que eu pensava.

Não é que chegam um bando de raparigas e uma senhora (que já devia ter idade para ter juízo), no total deviam ser umas 6. Bem, elas sentam-se entre mim e a outra senhora.

Para ser sincera, nunca vi tanta falta de respeito na minha vida.

Não é que elas riam-se de tudo, metiam-se com os rapazes todos que passavam, insultavam as raparigas (como se elas fossem algum exemplo, mas pronto) e "cantavam" (acho que devia ter escrito gritavam) cânticos que só se deveriam ouvir no estádio (ainda por cima, já acabou a época de futebol, pelo menos das equipas nacionais. não sei se elas sabem, ou então, vão fazer claque no Mundial e eu não sabia xd).

As raparigas deviam ter uns 16 anos, mas eram super mal educadas e desagradáveis.

Ainda por cima eu estava a tentar estudar Saramago. Elas não devem conhecer as suas obras, mas é que eu preciso  dele para entrar na faculdade.

Após ver estas coisas eu fico sempre irritada, não é que elas tenham sido malcriadas para mim, muito pelo contrário, mas é que eu estava à procura de sossego e elas, que pelo o que eu percebi estavam à espera da psicóloga (apesar de achar que uma não é o suficiente, mas pronto) conseguiram-me por nervosa, pois eu sou daquelas pessoas que detestam ver falta de educação.



Ideia: Porque é que o governo não abre um colégio ou uma instituição contra a má educação. Levavam reguadas e chicotadas, podia ser que aprendessem de uma vez por todas as regras para se ser um cidadão exemplar.



P.S.: houve cenas que referi que foram um pouco exageradas e chungas (usando uma linguagem mais descontraída), mas é que estas coisas irritam-me mesmo muito...


quarta-feira, 28 de maio de 2014

Só porque eu adoro musicais e raramente falo deles :D


Eu já falei sobre este musical num post. Mas, há uma música que me tocou imenso. Ela nem sequer tem 1 minuto, mas foi uma das canções mais sinceras, memoráveis e inesquecíveis que ouvi em toda a minha vida e queria imenso que a conhecessem.


There's only us
There's only this
Forget regret 
Or life is yours to miss
No other road no other way
No day but today





Bónus:
Will I lose my dignity?
Will someone care?
Will I wake tomorrow
From this nightmare?


Espero que tenham gostado :)

terça-feira, 27 de maio de 2014

Now or never

Não há maneira nenhuma de tu passares por mim e eu não olhar. Não há maneira nenhuma de tu olhares para mim e seguires em frente, como se eu fosse apenas mais uma.
Tentámos, mas não conseguimos.
Os nossos olhares bem se querem cruzar e, enquanto não tivermos outras necessidades, considera-te sortudo.
Mas já sabes que não dá para uma pessoa viver assim durante muito tempo...Ou é ou não é e o nosso tempo já está a acabar. É tempo de acabar com as inseguranças, antes que um novo capítulo surja na minha vida.


segunda-feira, 26 de maio de 2014

"I feel love is bitter empty space"

O melhor amor é aquele que é puro. O que é construído através dos sentimentos.

Seguimos a vontade dos nossos corações e dos nossos corpos. Com a nossa mente inocente, tivemos momentos que contados parecem um pouco mais eróticos. É por isso que os preferimos guardar apenas para nós ;)

Enquanto que a maioria da comunidade começa a namorar na nossa idade atual, por vezes até me custa dizer a idade com que começámos o nosso namoro de vários anos hehe.

Eu conhecia-te como ninguém. O teu cheiro, o teu timbre, a tua roupa, as tuas coisas, o teu quarto, a tua casa, a tua família...
Mas o melhor de tudo é que tínhamos química. Não éramos apenas um casal de namorados, éramos, acima de tudo amigos e confidentes.

Eu continuo a dizer que foste das melhores pessoas que alguma vez conheci. Também me recuso a recordar os nossos (poucos) maus momentos. Entre as zangas e os sorrisos que partilhamos, apenas pretendo recordar a nossa felicidade. E é isso que quero que me acompanhe ao longo da minha vida.

Não sei porque é tão importante  para a nossa sociedade atual que uma pessoa namore, mas, sinceramente, já sinto falta de ter alguém assim na minha vida.




sábado, 24 de maio de 2014

Pessoal

Eu quando era mais nova vivi um amor digno de filmes. Foi aquele tipo de relação que todos querem, mas que poucos os que a conseguem ter.
Eu mal o conheci ficámos logo muito amigos. Num instante era o meu melhor amigo.
A certa altura eu estava-me a aproximar mais de outro rapaz, mas mal ele se apercebeu disso, pediu-me em namoro. Eu fiquei muito admirada com o pedido, mas lá disse que sim.
Então começámos a namorar. Foram-se passando dias, semanas, meses, anos...até que nos começámos a afastar.
Enquanto estávamos juntos divertimos-nos muito. Tivemos as nossas brincadeiras, muitas conversas, partilhámos muitos risos e poucos choros.
Toda a gente apoiava o nosso namoro. Juntos éramos um só e toda a gente sabia disso.
O nosso último beijo, meu deus, é como que durante o tempo em que escrevi este texto, mesmo passados estes anos todos, parece que ainda me estás a beijar. O nosso último beijo é aquele que me recordo melhor. Aliás, dos muitos que trocámos, apenas me lembro de dois: o primeiro e o último.
Por culpa do destino, afastámos-nos, sem nunca termos chegado a acabar oficialmente.
Quando passámos um por outro, são poucas (ou quase nenhumas as palavras que trocámos), sendo que, preferimos trocar apenas os olhares. é como se o medo nos apoderasse. Nenhum de nós quis que o que aconteceu entre nós acabasse desta maneira.
Ainda guardo aquele desenho que pintaste para mim e que,  mandaste alguém entregar-mo. Foi na altura em que nos começámos a afastar. Na altura em que só conseguíamos estar juntos uns 5 minutos por semana.
Tentei seguir em frente, mas nunca mais consegui olhar para um rapaz e sentir o que sentia por ti. Do pouco que fui sabendo sobre ti, penso que também não conseguiste.
Ambos falhámos e agora somos apenas duas almas perdidas a vaguear pelo mundo...



Se ainda o amo: não
Se ainda penso em nele: às vezes
Se o quero de volta: pelo menos como amigo, pois foi das melhores pessoas que alguma vez conheci
Se alguma vez o vou conseguir esquecer: não, nem quero, pois se o esquecesse era sinal que não tinha significado nem metade daquilo que significou.





sexta-feira, 23 de maio de 2014

Apenas isto...


Eu gostaria de saber porque motivo é que te preocupas mais com a minha vida do que eu própria.
Pára de procurar todas as minhas falhas, senão atiro-te à tua cara as tuas.
E olha que são muitas mais do que as minhas...

Os meus planos para o verão que se avizinha


  • Acabar alguma das minhas histórias
  • Fazer um filme
  • Tocar piano
  • Rir muito
  • Ir à praia
  • Ficar morena (ou pelo menos ficar um pouco mais escura)
  • Tirar muitas fotos
  • Viajar
  • Tornar as minhas histórias mais dinâmicas
  • Descobrir uma nova série para ver
  • Ler muito
  • ...


quinta-feira, 22 de maio de 2014

O que eu me ri com isto:


As pessoas não têm mesmo noção da figura triste que fazem, enfim...
(e não me estava a referir ao José Pedro Vasconcelos)


Bónus:

Life



Ou como andar de saltos hehe

Não sei se sou a única, mas é que quando ando de saltos e se estiver parada perco rapidamente o equilíbrio. O que não acontece tão frequentemente quando estou em andamento.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Já chega

Meu querido professor, não acha que 4 aulas de 90 minutos já não é mais do que suficiente para se falar da biografia do Saramago.
Já cansa, ufa!


terça-feira, 20 de maio de 2014

Preciso de ideias, pf

Próxima  semana vou ter o meu baile de finalistas e, bem, não sei bem como hei-de ir xd.
Não sei se sabem, mas não sou do género de rapariga que gosta de andar de vestido e, como todas nós, tenho alguns complexos com o meu corpo.
Bem, então, que looks sugerem?


PS: Eu prefiro vestidos longos.




Que acham deste?

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Tudo me corre mal

Sabem aqueles dias em que parece que o mundo todo se virou contra nós? Pois, são estes os dias que me andam a perseguir há algum tempo...
Tirei uma porcaria de nota no intermédio, em física só dou desportos para a qual não tenho jeito nenhum (como é que querem que lance uma bola com uns 30cm de diâmetro, que mal cabe minha mão, com um brutamontes de 2m metros praticamente em cima de mim?!). Gostava de saber, por acaso...

Querido professor, já que não quero ser profissional de desporto, nem nada que se pareça, será que eu própria  poderia escolher os desportos que quero praticar mais regularmente. É que, sabe, não sei se já reparou, mas é que nunca fizemos exercícios onde fosse necessário desenvolver a nossa flexibilidade!
Sim, porque estranhamente sou capaz de fazer isto:
(nem nunca ter feito praticamente nenhum desporto na vida inteira hehe)




mas já sou incapaz de fazer isto:





E quando começam a embirrar que eu não sei fazer nada, juro que só me apetece fazer isto:
(mas nas pessoas mesmo xd)





Depois há a pressão que tenho pois quero muito entrar na universidade perto de casa, por isso é dar tudo por tudo agora no último período para conseguir subir a média.

Já para não falar de outros assuntos que fazem com que cada vez fique ansiosa para começar tudo de novo: nova escola, novas pessoas, novo futuro...

domingo, 18 de maio de 2014

Perguntas e respostas

Eu ultimamente ando a fazer uns posts um pouco parecidos, mas há um motivo lógico: como agora estou bastante ocupada em estudar para os testes e para os exames não tenho muito tempo para pensar em posts interessantes para postar no blog. 
Como tal, no post de hoje, vocês nos comentários só têm de fazer perguntas que gostariam que eu respondesse. Simples não é?


Agora só me resta esperar...

sábado, 17 de maio de 2014

Tentativas

Quando uma pessoa está interessada noutra tenta criar momentos ideais para que a consiga conhecer melhor.



Esquece a timidez e luta por aquilo que acreditas.
Se não conseguires, paciência!
Pelo menos tentaste :)












sexta-feira, 16 de maio de 2014

Porque amanhã pode já ser tarde

"Os dias correm agora tranquilos e serenos, vivo uma paz tão inesperada e ao mesmo tempo tão desejada! Estamos juntos, não sei por quanto tempo, mas estamos felizes e enquanto estivermos assim, faremos tudo para continuar o nosso caminho.

A palavra chão ganhou um novo significado. Não penses que perdi a capacidade de voar, nada disso.

Apenas mudei a minha visão, a minha perspetiva das coisas.

(...)

Podemos demorar muitos anos até conseguir passar por cima das coisa sem mágoa. Primeiro vem o esforço, depois o falso esquecimento. Seguem-se o rancor, a revolta, a sensação de impotência. Tantas vezes nos atiramos para os braços de outro homem, pensando que esse é o caminho mais curto para esquecer alguém, e tantas vezes esse é o caminho que se revela mais longo!

Há mesmo um dia, meu querido, em que chega a liberdade, dia D do coração. Nunca é quando queremos, apenas e só quando estamos preparados. E para nos prepararmos só é preciso querer. Quantas e quantas vezes as pessoas usam o verbo querer de forma errada! Quando eu dizia que não te conseguia esquecer, a verdade é que não queria esquecer-te. Tu alimentaste a minha inspiração durante demasiado tempo e nada é mais difícil de uma pessoa se libertar do que um hábito que lhe traz benefícios.

Querer e conseguir não são o mesmo; só consegues quando queres, o contrário não é possível. Escrevo para me ler e para me ouvir, porque também preciso das minhas palavras. Preciso que elas me alimentem sem que ao mesmo tempo me matem. Palavras de alento e de esperança, agora com os pés na terra, em vez de voar como um pássaro atrás de quimeras. Quantas vezes os oásis mais desejados não passam de viragens!

O amor é outra coisa. Constrói-se do chão, levantando pedra atrás de pedra, como se de penas se tratasse. Sem medo, com calma, sem esforço, apenas com vontade."




Excertos retirados do livro O Dia em que te esqueci de Margarida Rebelo Pinto





As minhas 10 canções preferidas

Esta é a minha música preferida de sempre. Já a conheço desde o meu 5º ano e nunca parei de a ouvir. Faz parte de um musical que se intitula por Aida.


Every moment of my life from now until I die 
I will think or dream of you and fail to understand 
How a perfect love can be confounded out of hand 
Is it written in the stars 
Are we paying for some crime
Is that all that we are good for 
Just a stretch of mortal time 
Or some God's experiment 
In which we have no say 
In which we're given paradise 
But only for a day 


Esta é a minha cantora preferida de sempre e esta música, para mim, é das melhores dela. é perfeita! A música, a melodia, a mensagem...

After all of the stealing and cheating
You probably think that I hold resentment for you
But, oh no, you're wrong
'Cause if it wasn't for all that you tried to do
I wouldn't know just how capable I am to pull through
So I wanna say thank you

'Cause it makes me that much stronger
Makes me work a little bit harder
It makes me that much wiser
So thanks for making me a fighter

É a música mais recente da lista. A música fala sobre a igualdade. Simplesmente adoro a sua voz nesta canção.
 
You take a little piece of me
Every time you leave
I don't think that I'll ever find that silver lining
Or reason to smile

You know I used to paint such vibrant dreams
Now I'm colorblind, colorblind
When did my heart
Get so full of the never mind never mind
Did you know
That you stole the only thing I needed
Only black and white in my eyes
I'm colorblind



Nas últimas semanas tenho andado completamente viciada nesta música. Devo ouví-la umas 10x por dia, juro!
Y me lastima ver que intentas rescatar
Lo que un dia en el alma nos unía
Ya no está Aunque estas
Es momento de afrontar la realidad

Tú me quieres pero yo te amo
Y esa es la verdad
Tu presencia aquí me está matando
De sentirte a la mitad
Me cansado de intentar y no lograr
Que te vuelva a enamorar
Sé que no me quieres lastimar
Pero tengo que solatarteeeeee
Hoy te dejo en libertad

Não costumo ouvir esta música muitas vezes, mas sempre que a ouço, choro. Consigo-me relacionar completamente com a letra desta canção.

The mirror can lie
Doesn't show you what's inside
And it, it can tell you you're full of life
It's amazing what you can hide
Just by putting on a smile

I don't wanna be afraid
I wanna wake up feeling
Beautiful today
And know that I'm ok
Cause everyone's perfect
In unusual ways
So see
I just wanna believe in me

É daquelas músicas que me faz sempre por um sorriso na cara. E, para mim, a versão da banda com a Pixie Lott muito muito melhor do que a original.

Stay here, my dear
Feels like I've been standing right here for years
My mind's beat up
Tell me that you feel this
Then I won't give up
I won't give up



Tonight we'll dance
I'll be yours and you'll be mine
We won't look back
Take my hand and we will shine




já referi esta música aqui



When all the broken hearted people
Living in the world agree
There will be an answer
Let it be

For though they may be parted there is
Still a chance that they will see
There will be an answer
Let it be

Esta música é fantástica. E muito romântica também.

You said it again my heart's in motion
Every word feels like a shooting star
I'm at the edge of my emotions
Watching the shadows burning in the dark,
And I'm in love and I'm terrified.
For the first time in the last time
In my only life

Como reparei que ainda não tinha nenhuma música que mostrasse o meu lado um pouco mais rockeiro, aqui está:

Don't tell me what to think
Cause I don't care this time
Don't tell me what you believe
Cause you won't be there
To catch me when I fall
But you'll need me when I'm not here at all
Miss me when I'm gone again, yeah



Digam-me por favor que não sou a única pessoa do mundo que fica com um sorriso no rosto quando vê o videoclipe desta música



I'm in love with a girl who knows me better,
Fell for the women just when i met her,
Took my sweet time when i was bitter,
Someone understands,
And she knows how to treat a fella right,
Give me that feeling every night,
Wants to make love when i wanna fight,
Now someone understand me,
I'm in love with a girl



Gostaram das músicas? 
Não sei se repararam, mas não sou do género de rapariga que só ouve as músicas por elas estarem na moda ou por serem fixes, mas sim, as que realmente gosto.

Quais são as vossas músicas preferidas?

Rent



Este vai ser o filme que vou ver hoje. É um musical e nele participam dois atores que eu admiro muito:

Adam Pascal


e


Idina Menzel




O filme conta a história de um grupo de amigos que vivem em New York nos anos 80. Aborda alguns temas que marcaram aquela época, como o desemprego, o uso de drogas, a homossexualidade e a SIDA.





"There's only us
There's only this
Forget regret
Or life is yours to miss
No other road
No other way
No day but today"




quinta-feira, 15 de maio de 2014

Aparência

Isto 

ou
isto?
´


Preferem ver um rapaz de tatuagens ou cheio de músculos?



(esqueçam agora a frase típica de que "o interior é que conta". Por um momento pensem no que verdadeiramente vos atrai mais)







You can't play with me because I'm not a Barbie


quarta-feira, 14 de maio de 2014

Desafio aos leitores

Já tenho o meu blog há algum tempo. Aqui desabafei, escrevi o que me vinha na alma e conheci pessoas fantásticas.



Então, tive a ideia de testar a vossa imaginação.

Quando lêem aqui o blog, como me imaginam? 

Já têm uma imagem (fisicamente e psicologicamente) da minha pessoa ou nem por isso?

terça-feira, 13 de maio de 2014

Leituras de Verão

Estou ansiosa pelas férias grandes e sabem porquê? Pois há já algum tempo que não leio um livro de que goste realmente.
Em princípio vou ler estes:

Eu já vi o filme e adorei. Tenho a certeza que o livro não me irá decepcionar.


e

A continuação da série "Divergente"





Já tenho este livro em mente há quase um ano e ainda não o li.
Vai ter que ser mesmo neste Verão.



Sempre quis ler um livro desta autora e, o seu mais recente romance tem uma história que me encantou mal li a sinopse.



O único livro que li deste jovem autor foi "à procura de Alaska" e foi devorei-o completamente em 2 dias. Acho que é um autor que vou ter sempre em olho.



Que livros me aconselham a ler?

Não se esqueçam de ler a história que eu estou a escrever :)

Continuação (3º capítulo)

(...)
De resto as outras mudanças foram a nível psicológico. Sai à noite para ir a bares com as amigas (ou melhor, com “amigos”) e passa os dias nas compras. Mas, há novidades.
A primeira é que ela arranjou um trabalho. É na empresa de marketing do seu pai. Como se considera uma pessoa com bom gosto, lá conseguiu convencer o meu avô a arranjar-lhe um emprego. Tecnicamente, apenas diz se gosta ou não, se vende ou não. Vai lá três tardes por semana, mas acaba por ficar cansada para o resto da semana. Ao menos essas tardes, para mim, são como o paraíso.
A segunda é que arranjamos uma empregada, chama-se Glória e é da idade da minha mãe. Como era eu e o meu pai que cozinhávamos, graças à sua morte perdi a vontade de apenas fazer o jantar apenas para nós as duas. Apesar dos quilos que está sempre a falar que tem de perder, acho que morrer à fome não faz parte dos seus planos.
A terceira e última notícia é que finalmente acabei a escola. Acabei o 12º com uma média de 18,3. A minha mãe ainda me tentou convencer a ir para medicina para se poder gabar que a sua princesinha andava a estudar para ser médica, apesar de saber perfeitamente que a dança é a minha paixão. Eu apenas respondi-lhe que não iria desperdiçar anos de treinos por uma profissão que está a ficar tão esgotada como todas as outras e que a escola para mim acabou e que não queria passar mais anos a estudar arduamente. Com esta resposta, apenas a deixei amuada.
Agora, graças aos cursos e às aulas de dança que tive, consegui um diploma que me deixa dar aulas e é a isto que agora me dedico. Foi a única maneira que consegui de fazer o que gosto, sem abandonar a minha família. Pelo menos não agora, ainda estão sentidos com morte do meu pai.
Consegui um emprego numa escola a quinze minutos de casa e trabalho de segunda a sexta, em horários variados.
A minha mãe outro dia veio com uma conversa de que iria fazer umas mudanças no jardim e que já tinha umas ideias. Eu concordei, pois não quero ficar zangada com a minha companheira de casa e esta foi a última ideia boa dela desde que nasci, por isso tínhamos de aproveitá-la. O jardim já não era o que era desde falecimento do meu pai. Tinha uma pequena horta nas traseiras da casa, actualmente seca, que fui eu e o meu pai que a criamos. Ainda tem o baloiço e umas plantas, mas se olharmos para a casa quando nos encontrámos no exterior, graças ao jardim, parece que está abandonada.

Por isso é que esta ideia veio com bons olhos.




tal como tinha prometido :)

(pus etiquetas em todos os excertos que publiquei para ser mais fácil para seguirem a história)


segunda-feira, 12 de maio de 2014

TAG: Espelho Meu, Espelho Meu


 Hoje trago vos uma TAG de perguntas em relação a "mim". Vi esta TAG no blog ♡ Be You ! BeYOUtiful ♡ e decidi responder.


1. Você gosta do seu nome ou mudaria?


Eu gosto do meu, é um nome bonito.
2. Gostaria de ser mais velha ou mais nova?
há dias em que gostaria de ter uns 5 anos para não ter que estudar e poder brincar o dia todo, mas até gosto da minha idade (17)
3. Você queria ter nascido loira, morena, ruiva, negra ou mulata?
Um pouco mais morena (eu sou um autêntico copo de leite)
4. E quanto a cor dos olhos, azuis, verdes, castanhos ou pretos?
Amava ter olhos azuis.
5. Seu cabelo é natural ou tingido?
Natural.
6. Gostaria de ser mais alta ou mais baixa?
Eu acho fofo ser a mais baixa das minhas amigas.
7. Gostaria de ser mais magra ou mais encorpada?
Mais Magra (mas só um pouquinho, mas mantendo as curva).
8. Você é mais menininha ou mais desencanada?
Um pouco das duas
9. Você prefere usar calça jeans ou shorts jeans?
Calças é muito mais confortável.
10. Vestido ou saia?
Vestido
11. Macacão ou jardineira?
Nenhum.
12. Prefere usar, sapatilhas e saltos? ou tênis e chinelos?
Sapatilhas, saltos e andar descalça.
13. Você compra mais produtos de maquiagem e cosméticos? ou roupas e acessórios?
Roupa e Acessórios.
14. Você se arruma mais para o dia, tarde ou noite?
Noite, pois quando saio à noite abuso um pouco mais na make.
15. Qual celebridade você gostaria de ser?
Dianna Agron ou Pixie Lott
16. Se defina em 3 PALAVRAS:
Reservada, amiga e sonhadora.





I hope you like it :)




Ps: Amanhã irei postar o um novo capítulo da história que estou a escrever ;)

Agradecimentos



Conchita, o teu discurso no final foi bonito, mas não agradeceste a uma pessoa que teve  um importante papel na divulgação da tua imagem: EU
Mostrei a tua música a muita gente, a tua imagem, quando apareceste na televisão para atuar (na semifinal) dei um berro que deve ter sido ouvido na China hehe.

Eu adorei mesmo muito que fosse a Conchita a ganhar o festival, pois:


  • A Áustria é o meu país de sonho
  • Ele tem uma boa voz
  • A música é excelente
  • A mensagem desta também é atual e tem tudo a ver com o artista que a cantou (a música fala sobre a superação).
  • Apesar dos muitos protestos que houve, tal como o presidente da Áustria disse: “não é apenas uma vitória para a Áustria, é-o antes de mais para a diversidade e a tolerância na Europa”
  • Calou muita gente com a sua vitória
  • Mudou mentalidades (no início alguns do que a criticaram, agora são seus fãs)
  • Faltavam exatamente x meses para eu fazer 18 anos quando foi a sua vitória
  • Sempre disse que queria ir à Áustria quando fizesse 18
  • A Áustria já não ganhava o festival desde 1966 (30 anos antes do meu nascimento)